Vera Fracaroli

A palavra  é como  o SOL, Renasce a  cada Amanhecer...

Textos


Menos ódio e mais entendimento.

Ignorância é não aceitar a opção do outro.

Máscaras caíram após o segundo turno da eleição presidencial que,apesar de ter completado mais de um mês, algumas postagens na internet ainda garante certa repercussão.
Falava-se muito que o preconceito não existe mais no Brasil.  Mas mensagens de ódio circula até hoje com destaque nas redes sociais.
Não o caso do goleiro Aranha, do Santos, por questões raciais,  mas, sobretudo, naseleiçoes, com desaforos direcionados aos nordestinos.
As afrontas mais numerosas do que na outra ocasiões, porém agressivas qunto, elevaram-se após a divulgação pela grande mídia de um mapa da distribuiçãode voto no Brasil  entre Dilma Rousseff e Aécio Neves.
De acordo com a ilustração, a disputa apertada entre os candidatos em que saiu
vitoriosa a presidenta Dilma, por pouca diferença de votos, o país teria ficado dividido: Sul /Sudeste/ Centro  Oeste x Norte /  Nordeste.
Logo, apontaram os nordestinos como responsáveis pela releição  da presidenta.
Mas uma visão mais apurada demonstra outra interpretação.
Váris mensagens com postagens em texto no  Facebook e no Twitter, assim como vídeos e pseudocelebridades, socialites e pessoas comuns xingando os nordestinos de burros
e ignorantes geraram polêmicas e revelou que de fato há uma parcela, ainda que pequena que promove o ódio regional descabido em uma sociedade plural como a brasileira.   Tal manifestação de raiva chegou a despertar um desejo por uma intervenção Militar para retirar uma presidenta eleita democraticamente.
Mas um outro mapa realista , criado por Thomas Conti, mostrou como de fato foram resultados de cada região.  Nele, verificamos como a disputa foi acirrada em todo
país.  Regiões como o Sul e Sudeste , ainda que tivessem  a maioria dos votos em Aécio Neves, mostrou também ter um grande numero de eleitores de Dilma Rous seff,
especialmente em Minas Gerais e no Rio de Janeiro, onde ela obteve a maioria dos votos.
Segundo o Tribunal Superior Eleitoral  (TSE), a região nordeste a grande maioria preferiu optar pela reeleição do PT, a região Sudeste, por ter dado a Dilma 20.175.484
votos .   Já a região Sudeste , deu a presidenta 20.931.961.
Ou seja, mesmo que no nordeste a grande maioria preferiu votar na candidata do PT, a região Sudeste, por ter uma população muito maior, teve uma quantidade significativa  de
votos em Dilma.  A diferença entre dois candidatos ficou 1.9 milhões  de votos.
Portanto, se essa diferença numérica na região sudeste obtivesse por votar no candidato do Tucano em vez de escolher a Dilma, o resultado teria sido outro.
Se 1.9 milhões de Paulistas que votaram na presidenta trocassem seus votos na urna, história teria sido diferente.
Concluimos, assim, qsua culpaue os Nordestinos  não tiveram culpa alguma.
Sua culpa, assim como milhares de brasileiros de outras regiões, for a de optar de acordo com seus interesses.
O mais aberrante disso tudo é a crítica de uma classe abastada que condena  o pobre por votar em seus interesses, por politicas sociais (migalhas ou"bolsa de esmola como eles chamam"), mas estão eles a votar por questão de seus interesses.
É da maior ignorância criticar a opção politica do pobre por ele votar em governo que lhes deu assistencia, como insentivos fiscais s créditos vantajosos.
A divisão nesta ultima eleição não foi regional, mas sim, de outra instância a de interesses economicos, capaz de gerar ódio.



 

 

 


 
Vera Fracaroli
Enviado por Vera Fracaroli em 20/11/2014
Alterado em 20/05/2015

Música: PALMURRIÁ LINDA - PALMURRIÁ LINDA

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras