Vera Fracaroli

A palavra  é como  o SOL, Renasce a  cada Amanhecer...

Meu Diário
13/04/2008 01h08
VERA
VERA - A VERA...
VERA - VER...
VERA - VIVE!
VERA - NOVA ERA
VERA - VERÁ?

VIDA - VERA
ESCOLA - ESCADA - ETERNA
RISO - RAIO - RUMO
AMOR - AMIZADE - ALMA...

Publicado por Vera Fracaroli em 13/04/2008 às 01h08
 
02/04/2008 01h47
NUM OUTRO TEMPO

Houve um tempo em que, MEU DIÁRIO, significava um caderninho, de capinha dura, colorido e enfeitado, trancado com um cadeado e uma chavinha, que as meninas traziam pendurada aos seus pescoços juvenis. 

Ali, se guardavam sonhos, anseios, devaneios, confissões, pétalas de flores emarelecidas e secas, páginas perfumadas, tudo escrito em caneta esferográfica, pureza e romantismo, indagações, descobertas e lembranças... 

Estava representado num ato quase ritualístico, a amizade entre os segredos e suas confidentes, e ai de quem se atravesse a violar tal regra de uso... as mocinhas ficavam rubras e sentiam - se invadidas em suas privacidades, ainda vacilantes e aprendizes.
 
Tudo era manual, guardado na gavetinha das mesinhas de cabeceira, onde o abajour se apagava, juntamente com os olhos, tantas vezes marejados ou repletos de esperas, esperanças e suspiros apaixonados. 

Hoje, tudo mudou, o diário é partilhado, a era é virtual e o perfume daquela época, creio que não se consegue transmitir por computadores, ficaram apenas nas doces recordações de um tempo remoto. 

Mas, de repente há um recanto, que devolve-nos um pouco daquelas sensações, e em comum, revelam os textos, as poesias, a criação. Tudo agora é partilha. Já não há chavinha, nem cadeado, a porta está aberta...podem entrar!


Publicado por Vera Fracaroli em 02/04/2008 às 01h47



Página 2 de 2 1 2 [«anterior]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras